10 de novembro de 2007

O anseio por mudança: metanóia


"Nós temos de mudar a partir do interior. E é isso que a maioria das pessoas realmente gostaria. O arrependimento mediante o qual desejamos que nossa vida e nosso mundo sejam realmente diferentes -- a autêntica metanóia que Cristo preconiza no Evangelho (Mc 1.15; 6.12) -- vem sobre nós quando temos uma visão da majestade, santidade e bondade de Deus. É uma visão suficiente para transmitir uma conscientização viva de nossa terrível capacidade de quebrar a confiança em Deus, ferir a pessoas e a nós mesmos ao tomarmos as coisas em nossas próprias mãos. Esta consciência pungente de nossa condição silencia todos os argumentos e racionalizações. Ao mesmo tempo, nos impele para Deus, porque reconhecemos que Ele também nos vê como somos, e, apesar disso, podemos buscar ajuda e refúgio nele."