2 de junho de 2009

John Piper e N.T. Wright











Na atual (junho) edição da [revista] Christianity Today, eu tenho dois artigos detalhando o atual debate sobre a doutrina da justificação entre John Piper e NT Wright.

O primeiro artigo é um resumo das posições de Wright Piper's. Muitos leigos têm ouvido falar sobre este debate, mas não estão familiarizados com os reais argumentos empregados pelos autores. Eu escrevi os resumos como uma forma de ajudar as pessoas a ver as duas posições "em poucas palavras." Tanto Piper como Wright viram seus respectivos resumos e lfizeram ligeiras revisões para a versão final.


O segundo artigo intitula-se "Não é uma pergunta Acadêmica", e menciona citações de uma variedade de pastores e professores de ambos os lados do debate, indicando a forma como o debate tem influenciado a sua forma de pregar e ensinar. Eu compilei as respostas, e Ted Olsen (editor de gestão CT) elaborou o artigo.

Ambos os artigos e estarão on-line provavelmente dentro das próximas semanas, e eu vou linkar para eles quando eles estiverem disponíveis. Entretanto, eu quero encorajá-lo a pegar uma cópia impressa da edição de junho, a fim de olhar para os dois artigos. (O artigo de capa é sobre o ministério de Tim Keller em Manhattan - e que, por si só, vale o preço da revista).

Fonte: http://trevinwax.com/2009/06/01/piperwright-summaries-in-christianity-today/



N. T. Wright é um estudioso britânico do Novo Testamento que a "Cristianismo Hoje" tem descrito como um dos cinco principais teólogos no mundo de hoje. Depois de três anos como o teólogo cânone da Abadia de Westminster, Wright tornou-se o bispo de Durham, em 2003 - a quarta mais alta posição na classificação de autoridade na Igreja da Inglaterra.

Tom Wright, gastou a sua vida estudado a história em torno do Novo Testamento e do início do cristianismo. Ele escreveu vários livros sobre o amplamente aclamado "Jesus histórico", assim como muitos sobre o Apóstolo Paulo e as epístolas do Novo Testamento.

Wright tem recebido tanto elogios como críticas para o seu trabalho. Anne Rice, a autora da série "Entrevista com um Vampiro", creditou ao trabalho de Wright sobre o Jesus histórico a responsabilidade por trazê-la de volta à sua fé cristã. O reformado teólogo J. I. Packer descreveu Wright como "brilhante" e "um dos melhores presentes de Deus para a nossa Igreja ocidental decadente".

Como bispo de Durham, Wright tem sido um pára-raios na controvérsia entre os conservadores que ofendem-se com suas opiniões políticas e liberais que rejeitam seus tradicionais pontos de vista sobre homosexualidade.

Como um estudioso do Novo Testamento, Wright tem enfrentado críticas de ambos os lados do corredor teológico. Acadêmcios liberais, tais como aqueles que compõem o infame "Seminário Jesus" rebaixam o trabalho de Wright sobre o Jesus histórico como demasiado conservador e tradicional. Estudiosos conservador apreciam sua forte defesa das doutrinas cardeais do Cristianismo, como a ressurreição corporal de Cristo.

Mas muitos conservadores da persuasão Reformada estão perplexos com a opinião de Wright sobre a doutrina da justificação e da imputação da justiça de Cristo. Vários teólogos bem conhecidos, tais como D.A. Carson, Mark Seifrid, Guy Waters, e agora o pastor John Piper, têm escrito extensivamente para refutar as "Novas Perspectiva sobre Paulo", que Wright defende.

Em nossa entrevista com N.T. Wright, vamos fazer perguntas que vão ajudar a iluminar os debates atuais com os círculos Reformados sobre a legitimidade da exegese de Wright sobre os textos do Novo Testamento:

Continue lendo (em inglês)