23 de agosto de 2009

Fazer o Que Eles Fizeram

Desde que li pela primeira vez Lutero e Calvino, principalmente o último, eu determinei que, quer eu concordasse ou não com ele em tudo o que disse, o seu método indicado e praticado seria o meu também: embeber-me da Bíblia, em hebraico e aramaico do Antigo Testamento e no grego do Novo Testamento, para obtê-la na minha corrente sanguínea, por todos os meios possíveis, na oração e esperança que eu seria capaz de ensinar de novo as Escrituras para a igreja e o mundo. A maior homenagem que podemos prestar aos Reformadores não é tratá-los como infalíveis -- eles ficariam horrorizados com isso -- mas fazer o que eles fizeram.

N. T. Wright, Justification: God's Plan and Paul's Vision,