23 de março de 2009

Doando Livros

IDDD promove campanha para montar bibliotecas

O Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) lançou uma campanha de arrecadação de livros para estimular a formação de acervos bibliográficos. As obras serão utilizadas por detentos e funcionários públicos de estabelecimentos prisionais e casas de custódia do Estado de São Paulo.

De acordo com a coordenadora geral do Instituto, Luciana Zaffalon, e o diretor Fábio Tofic, que coordenam o projeto, serão incluídas as penitenciárias, hospitais de custódia e tratamento psiquiátrico, bem como as cadeias públicas e centros de detenção provisória de São Paulo.

“Nosso objetivo é viabilizar a estruturação de bibliotecas, estimulando a doação de livros como forma de cristalizar o direito à educação e ao conhecimento e de concretizar uma efetiva integração social, assim como possibilitar um cumprimento mais digno das penas”, explicam.

Luciana Zaffalon destaca que o IDDD será responsável por difundir os objetivos da campanha e pela arrecadação dos livros doados, assim como pela seleção das obras, para depois encaminhá-las aos estabelecimentos prisionais. A distribuição será bimestral e pode ser acompanhada pelos doadores pelo site do IDDD, que disponibilizará as informações sobre as instituições atendidas, datas de entrega e os locais que receberam os livros.

Doação de livros

Os livros deverão ser encaminhados para a sede do IDDD, na Avenida Liberdade, 65, conjunto 1101 – São Paulo, SP.

As doações podem ser feitas a qualquer momento e a distribuição do material arrecadado acontecerá bimestralmente. Os livros podem ser jurídicos ou não. Mas a preferência é por livros se relacionem a temas lúdicos, bem como os dedicados às artes e didáticos.

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail: iddd@iddd.org.br ou pelo telefone (11) 3107-1399


Fonte: Conjur