14 de janeiro de 2008

Confiança na Cédula



Ironicamente, colocamos a frase "Deus Seja Louvado" no nosso dinheiro; porém, "O Dinheiro Seja Louvado" é a frase que está escrita secretamente em nossos corações.


Foi em 1986, quando presidente Sarney adotou um novo padrão monetário, o cruzado,que as novas cédulas postas em circulação passaram a conter a legenda “DEUS SEJA LOUVADO”, mantidas na moeda que a seguiu, o real.


Neste caso, Sarney se deixou influenciar pelo exemplo dos Estados Unidos da América. Em 1954, em plena Guerra Fria, nos EUA foi promulgada uma lei mudando o lema nacional de “E Pluribus Unum” (Um constituído por muitos) para “In God We Trust” (Em Deus confiamos). Desde 1863, constavam essas palavras – “In God We Trust” – em algumas moedas, mas a partir de 1955 esse lema ficou obrigatoriamente registrado em todas as cédulas de dólar.


Entre 1990 e 1992, quando a moeda era o cruzeiro, as notas foram impressas sem a frase, que voltou ao dinheiro com a nota de Cr$ 50.000,00, em 1992.

Quando lançou o real, a Casa da Moeda também deixou de fora a frase criada pelo ex-presidente José Sarney, mas a pedido do então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, voltou a imprimir a inscrição. No pedido que fez ao Banco Central em Março de 1994, o presidente justifica o pedido por considerar a frase «uma resposta à religiosidade do nosso povo».

Há quem venda a cédula de 100 reais (alguém já viu?) para colecionadores.

É um grande perigo colocarmos nossa esperança naquilo que possuímos. Isso torna-se nossa segurança contra um futuro incerto, um abrigo contra as tempestades da vida.

“Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundandemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos ( 1 Tm.6:17).