12 de abril de 2008

De cabeça para baixo

˙oxıɐq ɐɹɐd ɐçǝqɐɔ ǝp opuɐoʌ ɐʌɐʇsǝ ǝnb ǝp ɐʇuoɔ nǝp ǝs oãu ˙oãɥɔ o ɐɹɐd ǝʇuǝɯɐʇǝɹıp nooʌ ǝ -- ɐpıqns ǝɯǝɹƃuí ɐɯn ɐɹɐd ɐʌɐɹqouɐɯ ǝnb opuɐsuǝd oãıʌɐ op sǝloɹʇuoɔ so nouoıɔɐ ɐlǝ ˙ǝʇɐqɯoɔ ǝp ɐçɐɔ unu sǝpɐpıɔolǝʌ sɐʇlɐ ɐ sɐɹqouɐɯ opuɐɔıʇɐɹd 'oãıʌɐ ɯn ɐʌɐʇolıd ɹǝɥlnɯ ɐɯn ǝʇuǝɯǝʇuǝɔǝɹ

Essa é uma parábola da existência humana nos nossos tempos -- não exatamente que todos estejam em rota de colisão, embora isso seja muito comum --, mas a maior parte de nós, e a sociedade mundial como um todo, vive em alta velocidade, muitas vezes sem sequer saber se está voando de cabeça para baixo ou não.

Dallas Willard, A Conspiração Divina,
abertura do primeiro capítulo

A Flip é uma ferramenta que permite escrever textos ao contrário. Segundo o Tiago Dória, "é bem internet anos 90, mas é bom um revival de vez em quando."